Doodle ❤ Machado de Assis

Like
2

Doodle homenageia um dos maiores escritores da Literatura Universal: o nosso Machadão!

Cada vez mais estudado em universidades mundo afora, nosso maior clássico merece o reconhecimento. As digressões de seus narradores, a pintura de suas personagens, sua crítica, vazada por fina ironia¹, são referências frequentes na Literatura contemporânea.

¹Como exemplo, confira A fina ironia de Machado de Assis sobre a Abolição da Escravatura.
O tema da escravidão pode ser considerado 'pano de fundo' de diversos textos do autor, como Memórias Póstumas de Brás Cubas (1881) - pertencente à 'Trilogia Realista', juntamente com Quincas Borba (1891) e Dom Casmurro (1899) - consideradas suas principais obras.

O 1o. presidente da ABL (Academia Brasileira de Letras) era mulato, neto de escravos alforriados, epilético e gago. Pobre e quase autodidata, nasceu no Morro do Livramento, alcançou prestígio nacional ainda em vida, apadrinhado por figuras como ninguém menos que José de Alencar – patrono da cadeira 23 da ABL , ocupada primeiramente pelo ilustre ‘bruxo do Cosme Velho’.

Casou-se com Carolina Augusta, apesar da oposição da família dela. Estima-se que a influência de 'sua Carola' tenha sido decisiva para seu desenvolvimento intelectual e o amadurecimento de sua obra.

Já o reconhecimento internacional é recente: provavelmente devido ao fato de ele ter escrito em português. A partir do final do século 20, suas obras têm sido traduzidas para o idioma inglês, o francês, o espanhol, despertando maior interesse mundial.

De fato, o estilo machadiano destaca o autor de sua época: se, por um lado, a crítica à sociedade se ocupou de revelar diversas hipocrisias de seu tempo, o tratamento, o modo narrativo, o desprendimento de modismos literários vigentes, percebido em seus contos e romances mais significativos, aproximam sua narrativa de autores contemporâneos a nós – mais do que aos do século XIX.

"É grande, é imenso, o Machado. É o pico solitário das nossas letras. Os demais nem lhe dão pela cintura."    Monteiro Lobato

Como verdadeiro clássico, muito sobre ele e seus textos já foi escrito, e muito mais se há de escrever. O indiscutível é que sua obra é fundamental para qualquer profissional ou amante de Literatura em Língua Portuguesa.

Para saber mais:

Uma análise do ranço da escravidão no Brasil.- Os contos “O Caso da Vara” e “Pai Contra Mãe”, de Machado de Assis, à luz da teoria do Direito Penal do Inimigo

Domínio Público: Machado de Assis - MEC - obra completa, vídeos, cronologia, links

Espaço Machado de Assis (ABL) 

Na Wikipedia

Cem anos depois:
Morte de Machado completa centenário
Cem curiosidades sobre o escritor

CNPQ, FAPESP e Fundação Casa de Rui Barbosa: citações e alusões na ficção de Machado de Assis; romances e contos em hipertexto  

Adaptação de Dom Casmurro para TV – minissérie
Like
2

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.